.

Exercícios na gravidez: sim ou não?

exercicio-fisico-gravida-8780

Se você está grávida e não sabe se exercícios físicos são indicados, posso dizer que eles melhoram a saúde do coração do bebê. Isso foi comprovado em estudos realizados com gestantes. As que se exercitavam meia hora por dia, três vezes por semana apresentaram sinais de melhora cardiovascular.

Claro que a quantidade de exercícios recomendada depende do tipo de condicionamento que a mãe possui antes mesmo de engravidar. É sabido que exercícios aeróbicos feitos regularmente melhoram o sistema cardiovascular. Assim, eles contribuem não só para a saúde do bebê que está sendo gerado, mas também das mães.

Em pesquisas publicadas recentemente uma das mães revelou ter feito longas caminhadas durante a gravidez e ter tido um filho autista. Isso, contudo não tem nenhuma relação com os exercícios feitos e sim primeiramente com fatores genéticos. Hoje essa criança está com quartoze anos e muito bem fisicamente.Ela adora andar de bicicleta e o faz todos os dias, mesmo aos domingos.Na verdade os bons hábitos de sua mãe, durante a gestação lhe propiciaram ter um coração forte e cheio de saúde.

Além disso, há diminuição de problemas durante o parto e é mais fácil para a mãe controlar seu peso. Além da saúde física, o exercício na gravidez, contribui também para aumentar a auto-estima, consequentemente para o bom relacionamento social.  São comprovados níveis muito baixos de depressão e estresse entre as gestantes adeptas dos mesmos.

Apesar de todos os benefícios enumerados acima, procurar um médico para orientá-la é sempre recomendado, para que o mesmo possa estipular a intensidade que os exercícios podem e devem ser realizados. Na verdade, eles são contra-indicados para mulheres que tenham problemas cardíacos, ou com complicações na gravidez, como por exemplo, se o feto não apresentar um desenvolvimento adequado, ou ainda em gestações que exijam cuidados, ou seja, as que estejam sob ameaça de um parto prematuro.

A alimentação é de suma importância durante a gravidez e não deve ser negligenciada, nem posta em segundo plano. De nada vão adiantar os exercícios, se a mãe estiver mal nutrida. O médico poderá também ajudar a gestante, quanto ao uso de suplementos vitamínicos, se necessário.